Alimentação "social"

Chegou a grande altura de começar a deixar o seu filho comer da sua comida.
Por volta dos 12 meses, as crianças devem começar a ter o que se chama uma "alimentação social", pelo que deixa de ser necessário fazer comida específica para elas. Se o seu pequenote ainda só come sopa e fruta, aproveite para o ir habituando a comer um bocadinho de comida entre as duas. Tente que ele vá comendo a sopa com pedaços e a fruta por passar, para ele ir aprendendo a mastigar os alimentos.
A partir de agora deixa de haver restrições alimentares para o seu filho, sendo importante reforçar a ideia de que ele deve ter sempre uma alimentação saudável (que não deve incluir gorduras, fritos, sumos, chocolates e doces).
Nota prática: Aproveite esta altura para reduzir a quantidade de sal que põe na sua comida, pois isso acaba por ser benéfico para todos os membros da família. Aproveite ainda para incutir hábitos de uma alimentação saudável para toda a gente, já que esta é uma grande oportunidade de mudança.
Há ainda muitos pais que iniciam leite de vaca (igual ao consumido pelos adultos ou leites especiais "de crescimento") aos seus filhos a partir desta idade. Contudo, tal não é, de facto, o mais indicado. As recomendações da OMS e da Unicef referem que o ideal é manter o leite materno até aos 2 anos e a Sociedade Europeia de Nutrição Infantil (ESPGHAN) esclarece que até aos 3 anos o melhor para as crianças é manterem um leite "de pó" (etapa 3). Se possível, são essas as orientações que deve seguir para o seu filho.
Deve ainda manter os iogurtes de leite adaptado, pelo menos até aos 18 meses.

Comentários

  1. Boa tarde Dr. Hugo. O meu filho tem 18 meses, começou a andar aos 11, repete tudo o que dizemos é super enérgico e comunicativo mas tem um "problema", comida sem ser passada? Nem pensar! A única coisa que entra são bolachas maria e tostinhas, de resto? nada! Ou cospe, ou se engasga ou vomita mesmo! Será aconselhável marcar consulta de terapia da fala (para avaliação?) Obrigada!

    ResponderEliminar
  2. Bom dia. Seria interessante considerar ao menos as recomendações da OMS que nos orientam no sentido de se manter a amamentação pelo menos até aos 2 anos... não percebo o porquê se mencionar exatamente o "artificial" e nem uma menção ao natural. A partir de um ano, a alimentação da criança deve ser complementada com leite materno. Seria bom retificar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde,

      Obrigado pelo seu comentário.
      Efectivamente as recomendações da OMS e da Unicef são essas e já alterei o texto.
      De qualquer forma, e sempre importante frisar que a decisão de prolongar a amamentação depois do primeiro ano é mais uma decisão pessoal do que médica, pois apesar de ser um óptimo alimento, os benefícios do leite materno vão-se atenuando à medida que a criança cresce, até porque o "peso" do leite no dia alimentar passa a ser cada vez menor.
      Apesar disso, achei um bom reparo, foi mesmo lapso da minha parte. Obrigado!
      Cumprimentos

      Eliminar

Enviar um comentário