Translate

Etiquetas

domingo, 16 de dezembro de 2012

As "correntes de ar" fazem mal?

Já há algum tempo que não escrevia nada no meu blogue, mas aqui estou eu de novo. Para este regresso, decidi pegar num tem muito controverso, que são as terríveis "correntes de ar"...
Tal como a maior parte das pessoas, eu cresci a ouvir que elas podem ser a causa de (quase) todos os males e que temos que nos proteger delas com todo o empenho, sob pena de nos acontecer algo de muito perigoso.
Quando comecei as minhas incursões na Medicina, sempre me interessei por estes conhecimentos "populares", tentando perceber quais deles é que têm fundamento científico e quais não passam de mitos.
Posto isto, e depois de algumas leituras, a minha opinião é que as "correntes de ar" (que não passam de ar "encanado") não são mais do que um perigo infundado, que se mantém perpetuado de geração em geração, mas que não representa uma ameaça real. Sei que estou a ir contra muitas "verdades" e contra a opinião de muita gente, mas na verdade não há justificação para afirmar algo diferente.
As "correntes de ar" provocam constipações?
Não!
Provocam gripe?
Não!
Provocam otites?
Não!
Provocam pneumonias?
Não!
Não pretendo com este post defender que as crianças devem andar ao frio, nem nada que se pareça. Penso apenas que é importante desmistificar alguns conceitos, pois muitas vezes levam a medos não justificáveis e que se vão perpetuando de forma quase "cultural"...

10 comentários:

  1. Em Portugal temos muito medo do frio e da chuva, apesar de termos um clima fantástico, quando comparado com outros países europeus. O ar livre - e brincar ao ar livre - é óptimo para as crianças. Nos países nórdicos, em geral, as crianças vão brincar no exterior todos os dias. Na Suécia é muito popular um ditado que diz que não há mau tempo, apenas "mau" vestuário. Duas práticas que acho muito curiosas são: na Noruega e na Suécia os bebés e crianças mais novas fazem a sesta após o almoço, nos carrinhos, ao ar livre, em alpendres; na Dinamarca ou na Finlândia (agora não consigo precisar) há o costume de as crianças de jardim-de-infância tomarem um banho gelado, numa abertura na neve! Arrepiante para nós, portugueses! Saudável, para eles!

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigado pelo seu comentário, concordo plenamente... Feli Natal!

    ResponderEliminar
  3. Acredito que a corrente de ar, por si só, não faça mal, mas...por ex. após dar banho à mnh pequena, tenho cuidado com as correntes de ar e evito sair de casa.
    De resto, ela brinca ao ar livre esteja sol ou vento...pois concordo com a nossa 'amiga' Silvia Barros: Nao há mau tempo, há apenas mau vestuário!

    ResponderEliminar
  4. pergunta à laia de provocação :)
    fazer desporto (por exemplo uma aula de spining, em que se transpira imenso) numa sala e provocar uma corrente de ar abrindo uma porta e uma janela faz bem à saude e até ajuda a levar as gorduras para longe?
    não existe portanto nenhum perigo de estar exposto a uma corrente de ar frio enquanto se transpira e se tem períodos de alta e baixa temperatura corporal?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia,

      Obrigado pela pergunta, que até achei engraçada... :)
      Como é óbvio, apanhar frio é desconfortável e não é recomendado em situação nenhuma. Quando se transpira é ainda mais desconfortável, porque vamos ter uma queda abrupta de temperatura e isso vai "desregular" o controlo térmico do organismo, mas não passa disso. Não é que faça bem, mas também não vai provocar nenhuma constipação ou pneumonia, isso lhe garanto.
      Espero ter ajudado...
      Cumprimentos,

      Hugo Rodrigues

      Eliminar
  5. Uma coisa é certa: cada vez que apanho correntes de ar (entre 2 janelas ou portas, por exemplo) fico sempre doente. Especificamente com tosse, horriveis dores de garganta e sangue inclusivamente. Sempre.

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde!! A minha bebé de 3 meses está com tosse, espirra muito e tem o narizinho tapado, ou seja, custa-lhe a respira.
    Estou a,fazer-lhe nebulizaçoes com SF e a colocar rhinomer baby...poderei fazer mais alguma coisa??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde,

      Como ela é pequena, para já não faria mais nada.
      Cumprimentos

      Eliminar
  7. Não concordo
    uma corrente de ar persistente, leva-me ao entupimento do nariz, depois, dor de cabeça, e para uma constipaçãozita é um passo.
    não sei se é pela diferença termica, ou o que seja, mas claro, vejo outras pessoas a quem não acontece nada. pode ser uma questão de defesas.

    ResponderEliminar
  8. Continuo desconfiada de haver alguma explicação científica.
    Talvez a queda brusca da temperatura cause uma baixa no sistema imunológico.
    Estou neste post exatamente por estar a procura de uma explicação. Agora há pouco eu estava concentrada há mais de uma hora no computador e, do nada, comecei a sentir as narinas trancadas. Além disso, voltou-me a sensação de infecção urinária curada a pouco tempo. Sem perceber fiquei entre uma corrente de ar gelado. Estou no nordeste do Brasil, clima quente sem inverno, porém esta corrente me gelou até a alma. Corri para uma banho bem quente e uma boa dose de vitamina C :)
    P.S na infância sempre fui livre para brincar até na chuva.

    ResponderEliminar