Translate

Etiquetas

domingo, 23 de dezembro de 2012

O que são hérnias inguinais?

As hérnias são um problema relativamente comum em Pediatria e podem ser de diferentes tipos.
Em relação às hérnias inguinais, elas dizem respeito a uma zona "fragilizada" da parede abdominal, que permite a passagem de intestino para a região inguinal ("virilhas") ou mesmo para dentro do escroto nos meninos. Geralmente é identificada pela detecção de uma tumefacção ("papo") nessa localização, que aumenta de tamanho sempre que o bebé chora ou tosse. Por vezes desaparece espontaneamente, podendo voltar a aparecer a seguir.
Na maior parte das vezes não é dolorosa e o principal risco é a hérnia ficar "estrangulada" e "encarcerada", que se traduz numa tumefacção dura, mais escura e acompanhada de dor. Quando isso acontece, a criança deve ser observada com urgência, pois tem risco de provocar lesões irreversíveis nos intestinos.
Trata-se de uma situação mais frequente nos bebés do sexo masculino (durante o desenvolvimento embrionário os testículos formam-se dentro da barriga e só no fim da gravidez descem, deixando uma zona mais frágil, que pode originar uma hérnia) e prematuros, mas pode surgir em qualquer criança. A observação por um Cirurgião Pediátrico deve ser sempre solicitada quando se identifica uma hérnia inguinal.

2 comentários:

  1. Boa tarde Dr. Hugo,

    O meu filho nasceu com 35 semanas e estava tudo bem. Quando já tinha quatro semanas e numa consulta de rotina no centro de saúde, a médica detectou um inchaço num dos testículos e depois de observar recorrendo a uma "lanterna" disse que era uma pequena inflamação. Estou preocupada será que me pode elucidar acerca desta descoberta? O meu pequeno também tem muitas cólicas e já me disseram que se eu tomar chã de funcho pode ajudar, isto tem algum fundamento?
    Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia,

      Pela sua descrição, o mais provável é que seja um hidrocelo, que basicamente é uma pequena acumulação de líquido nos testículos e que não tem significado nenhum até aos 12 meses, exceto se aumentar muito de tamanho.
      De qualquer forma, sem ver não lhe consigo dar 100% de certeza neste diagnóstico, como é lógico.
      Relativamente às cólicas, o ideal é dar alguma coisa ao bebé, mais do que ser tomado por si. Há uma série de medicamentos no mercado, que acho que podem e devem ser testados nestas situações, para aliviar o desconforto de todos.
      Cumprimentos

      Eliminar