Translate

Etiquetas

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

"Pediatria para todos" na SIC

Hoje foi a última terça-feira do mês e, como habitual, houve "Pediatria para todos" nas "Queridas Manhãs" da SIC.
Para quem não viu, aqui fica o link para o vídeo.

sábado, 27 de dezembro de 2014

Na próxima terca volto às "Queridas Manhãs" da SIC

No dia 30 volta a haver "Pediatria para todos" no programa "Queridas Manhãs" da SIC e o tema são as terríveis BIRRAS.
Não perca!


sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Mito - Os bebés que bebem pouco leite devem comer papas de fazer com leite

Esta é uma ideia muito enraizada na maior parte dos pais e avós, que acham que para os bebés que bebem pouco leite, as papas de fazer com leite são mais importantes do que as de fazer com água.
Na verdade, os dois tipos são praticamente iguais, uma vez que as papas de fazer com água já possuem o pó do leite misturado com o pá da papa. É por esse motivo que se chamam farinhas lácteas, porque já contêm o próprio leite na sua composição. Ao contrário do que muita gente acredita, não são mais "fracas" do que as outras, são semelhantes. 
Posto isto, é fácil perceber que preparar estas papas com leite é profundamente errado, porque estamos a aumentar muito a quantidade de proteínas e açúcares que a criança come.
Assim, se o seu filho bebe pouco leite, pode e deve "compensar" com outros produtos lácteos, dependendo da idade (papa a partir dos 4 -6 meses; iogurte a partir dos 9 meses; queijo a partir dos 12 meses), mas não se esqueça deste princípio geral: as papas de fazer com água já contêm o leite que os bebés precisam na sua composição (e são tão adequadas como as outras), enquanto as de fazer com leite precisam que ele seja adicionado ao pó da papa.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

FELIZ NATAL!

Queria desejar a todos os leitores deste blogue um óptimo Natal, repleto de sorrisos e muita Felicidade!


terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Como escolher a roupa de cama do bebé?

Quase todos os pais se preocupam muito com o frio que os bebés podem ter quando dormem, mas esquecem-se que eles também podem ter calor. Por este motivo, é fácil encontrar berços com lençóis, mantas, cobertores e edredões, muitas vezes em quantidades exageradas, o que comporta um risco significativo para o bebé.
Assim, acho que é útil deixar alguns conselhos sobre como "organizar" a cama do seu filho, principalmente agora no inverno, em que as temperaturas são mais baixas:
  1. O ideal é que a cama esteja livre, sem almofadas, brinquedos, fraldas ou outros objectos (os bonecos para dormir e fraldas não fazem falta nenhuma nos primeiros meses)
  2. Esqueça os "rolinhos" com as toalhas ou mantas para o bebé não se virar
  3. Use pouca roupa de cama, de preferência apenas 1 lençol e 1 edredão ou, melhor ainda, 1 saco-cama de bebé (muitas vezes também chamado "ninho")
  4. Se o quarto estiver mais frio, vista um pijama mais quente ao seu filho e mantenha pouca roupa na cama - o ideal é que o calor venha mais da roupa que está junta ao corpo do que da que está "solta"
  5. Evite colchões moles ou então colocar uma manta em cima do colchão para ficar mais "fofinho", porque é um factor de risco para morte súbita
  6. Prenda bem os lençóis e edredão de lado na cama, de forma a diminuir o risco de eles se deslocarem para cima da cara do bebé
  7. Tenha muita atenção aos protectores de berço, pois têm que estar sempre muito bem presos às grades (é importante que verifique este aspecto regularmente)
Posto isto, desejo apenas uns bons sonhos aos bebés, porque se assim for os pais certamente também os terão!

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

GRANDE PERIGO - Conduzir com os bebés ao colo...

Todas as crianças gostam de se sentar no banco da frente do carro, particularmente se for do lado do condutor.
É precisamente por isto que muitos pais acabam por "facilitar" um pouco e deixam que os filhos se sentem ao seu colo para conduzir um bocadinho o carro, escolhendo muitas vezes locais seguros, como a garagem do prédio, a rua de casa ou o jardim, entre outros. No entanto, apesar de realmente o local ser seguro, a prática não o é, de todo!
Infelizmente há vários relatos trágicos de acidentes gravíssimos com este tipo de "brincadeira", principalmente causados por disparos acidentais dos air bags, que podem acontecer por simples falhas mecânicas ou então por um animal que se atravesse à frente do carro de forma inesperada (gato, por exemplo).

Acredito que nenhum pai pense na hipótese de isto poder acontecer (e por isso mesmo arriscam...), mas na verdade é algo que pode ser tão preocupante que vale a pena ter sempre em mente. Já nem discuto a questão do mau hábito, porque também percebo que se trata apenas de uma brincadeira, mas se sentar o seu filho no banco da frente tenha sempre o cuidado de ter o carro completamente desligado, sem a chave na ignição.
Já se sabe que com as crianças todo o cuidado é pouco...