Deve-se falar "à bebé" com as crianças?

Não.
Esta é uma prática muito corrente mas, sinceramente, não tem grande vantagem. Quando uma criança está a aprender a falar, vai ter os adultos como modelos e exemplos a seguir. Se os adultos tentam falar "à bebé", vamos estar a ensinar a linguagem de forma pouco adequada. Porque é que as crianças hão-de chamar "popó" ao carro, "mé" às ovelhas e "mu" às vacas, entre outros exemplos? Pior ainda, porque é que hão-de aprender a articular mal os sons, só porque ouvem alguém a falar "com sotaque à bebé"?
Isto não quer dizer que se insista com elas para articular logo bem todos os sons, porque isso também é errado e contra-natura (só vale a pena corrigir isso a partir dos 2 anos de idade, porque antes é muito cedo e pode acabar até por ser desmotivador estar sempre a ser corrigido). De qualquer forma, uma coisa é certa, elas tanto aprendem a falar bem como a falar mal, pelo que se calhar vale a pena ensinar logo bem...
Se me perguntarem se isso tem grande problema, também acho que não, mas não há necessidade de ser diferente, porque mesmo a falar bem as crianças continuam a ser crianças...

Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Bom dia,
    Inicialmente não dei muita importancia, mas agora comecei a ficar preocupada, a minha filha tem 36 meses e fala muito p apesar de minha filha mais velha nesta fase já falar mais, tento não comparar sei que cada criança tem o seu tempo. Mas as pessoas acham que nós não a motivamos, mas não é verdade. A linguagem ainda não é muito perceptivel. Diz frases com 3 palavras, entende tudo o que lhe dizemos, faz o que lhe pedimos, nas palavras e fases curtas entende-se, mas quando tenta dizer uma frase mais comprida, ninguém entende nada. Não sei que pensar nem que fazer, porque estou a viver na Alemanha, estou a ensinar o portugues, porque não falo alemão e a pediatra dela aqui só fala alemão não vai conseguir diagnosticar nada na minha filha.
    agradeço se me puder ajudar
    Carla

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite,

      Pela sua descrição não me parece propriamente alarmante, acho que deve tentar apenas dificultar-lhe um pouco o que ela quer sempre que não falar. De qualquer forma, é suposto que nos próximos meses haja melhoria significativa, pelo que se isso nao acontecer deve ser avaliada.
      Cumprimentos

      Eliminar

Enviar um comentário