Translate

Etiquetas

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

O meu filho será normal?

Hoje é a última segunda feira do mês e, como de costume, estive à conversa com a Júlia Pinheiro e o João Paulo Rodrigues no programa "Queridas Manhãs" da SIC.
Desta vez o tema foi "Será que o meu filho é normal?" e estivemos a responder a algumas das perguntas mais frequentes dos pais.
Para quem não viu, aqui fica o link para o vídeo da entrevista:


17 comentários:

  1. Boa noite.
    Vi com atenção a entrevista e gostei muito, mas fiquei com uma dúvida em relação à pasta de dentes a usar. A minha menina tem 13 meses e não consigo lavar-lhe os dentes sem que ela engula pasta. Não é perigoso engolir uma pasta muito rica em flúor? Obrigada :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde,

      A quantidade a usar é um bocadinho do tamanho da unha do dedo mindinho dela, pelo que mesmo que engula não tem risco, porque é muito pouco.
      Cumprimentos

      Eliminar
  2. Boa noite, a minha questão é relacionada com o arroto. O meu filho tem 2 meses e é bastante complicado faze-lo arrotar apos a mamada, principalmente durante a noite. Eu coloco o em diferentes posições e nada. Até agora não insistia muito porque via que após 15 min ele não arrotava mas começava a ficar demasiado desperto e era mais difícil pegar depois no sono. O problema é que na consulta o pediatra disse me para insistir durante no mínimo 30min, o que o cansa o meu filho e a mim e sem sucesso. Agora pergunto me se será mesmo necessário esperar este tempo todo e o que pode acontecer de grave se o deito sem arrotar. Ele é uma criança que muito raramente bolsa e eu até lhe levantei a cabeceira da cama de modo a ficar com a cabeça mãos alta que o resto do corpo...
    Desde já obrigada pela atenção.
    Ana lopes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde,

      Arrotar não é obrigatório, é apenas aconselhável.
      Se ele nnão bolça e fica confortável, não me parece que seja errado pô-lo a dormir se não conseguir que ele arrote.
      Cumprimentos

      Eliminar
  3. Mais uma excelente participação Dr.Hugo!! Parabéns!
    Eu tenho um menino de 23 meses,e a verdade é que além de se queixar várias vezes de dores nas pernas e pés ( até acorda com elas durante a noite), ultimamente fica muito triste por ir pra creche...e deixá-lo lá é sempre uma tortura que me angustia todos os dias. Fica doente quase sempre de 15 em 15 dias e apesar de ser um sucesso na escola a todos os níveis eu tenho receio que o ficar doente seja uma resposta física a questoes emocionais,é possível sendo ele tão pequenino? Ele esteve sempre comigo até aos 16 meses...
    Muito obrigada pelo seu trabalho e simplicidade! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia,

      Muito obrigado pelo seu comentário.
      Quando as crianças entram para a creche é normal adoecerem mais vezes, pelo contacto que tem com os vírus e não como resposta emocional (pode ficar descansada). Se durante o dia ele fica bem, e mesmo uma questão de adaptação...
      Cumprimentos

      Eliminar
  4. Boa tarde!
    Tenho uma duvida que me esta a preocupar, na consulta dos dois messes no medico de família as enfermeiras repararam que o meu filho ainda não segue as sombras.
    Preocuparam-me logo dizendo que pode ter um problema de visão.
    Devo mesmo me preocupar?
    Cumprimrntos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia,

      Com dos meses já deve fixar a cara das pessoas quando se aproximam dele, por exemplo.
      Se não nota que fixe nada acho que deveria ser observado, mas se já fixa penso que pode aguardar mais um pouco.
      Cumprimentos

      Eliminar
  5. Obrigada pela resposta Doutor Hugo!
    Com os melhores cumprimentos,
    Ana.

    ResponderEliminar
  6. boa noite. a minha filha tem 33 meses e esta constatemento com febres altas, sempre com pus na garganta, com aquela xiadeira. tipo gato , a medica de familia diz que e normal , que passa aos 5 ,6 anos , a muida esta constantemente a tomar antibiotico a fazer neubulizaçoes.mas nai vejo melhoras isto sera normal?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde,

      Depende do que entende por estar constantemente com febre, pois se é muito frequente precisar de antibiótico penso que deveria ser observada.
      Cumprimentos

      Eliminar
  7. Dr. Hugo, gostava de saber a sua opinião sobre um problema que me preocupa imenso. O meu filho tem 15 meses mas desde há uns 5 ou 6 meses que passa por fases em que, durante uns dias (intermináveis para nós), acorda na 1a parte do sono a chorar e quando lá vamos (esperamos normalmente uns poucos minutos já que por vezes acalma sozinho) não aceita ser acalmado e aumenta a intensidade do choro, que vem acompanhado de gritos. Além disso, esperneia e entesa-se de tal forma que fica completamente rígido. Estes ataques podem durar 5 ou 30mins, sendo que depois de o conseguirmos finalmente acalmar ele consegue ficar a dormir, ou logo de seguida, ou passado muito tempo. Por vezes dorme o resto da noite sem acordar (acho que é vencido pelo cansaço), outras continua mt agitado e acorda a choramingar com frequência.
    Sinto-me verdadeiramente desesperada pois não acho este comportamento nada normal, pela intensidade do mm.
    Ele é um bebé brincalhão e bem disposto, come bem mas sempre teve problemas com o sono, ou seja, sempre acordou com frequência durante a noite.
    Desde os 12 meses que tem uns pequenos "ataques de fúria", as raivinhas, mas acho que é normal para a idade.
    Da sua experiência, o que me pode dizer?
    Peço desculpa pelo tamanho do texto e agradeço-lhe de coração todas as dicas e ideias que me possa dar.
    Paula Coelho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde,

      Pela sua descrição parece-me que se trata de terrores nocturnos, que começam a surgir geralmente por essa idade. Não há muito a fazer, apenas tentar que não esteja muito cansado antes de adormecer.
      Cumprimentos

      Eliminar
  8. Boa tarde Dr Hugo.

    Desde já os meus parabéns pelo blog, é super interessante! Para além disso, o facto de responder aos comentários permite tranquilizar os seus seguidores e alertar para uma intervenção precoce, quando há essa necessidade. É fascinante a forma como a parentalidade substitui as certezas por dúvidas em quase todas as esquinas :) o desenvolvimento psicomotor é uma preocupação constante e o meu menino de 3 meses lembrou-se de começar a fazer extensão da cabeça e dos membros superiores e inferiores quando o pegamos ao colo. Fica com as costas e corpo arqueado nesta situação. Quando está deitado esta posição não surge. Inicialmente atribuí este posicionamento ao facto de ter refluxo e adoptar esta posição como um género de defesa mas tenho ficado cada vez mais preocupada. Ele faz uma força tal quando o pegamos ao colo! Sempre foi um bebé muito atento ao meio e cedo começou a fazer força para se endireitar mas ultimamente tenho-me questionado se isto será normal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde,

      Pela sua descrição não me parece nada alarmante, mas se continuar com esse comportamento acho que +e um assunto que deve discutir na próxima consulta com o seu médico, para ele ver se esta tudo bem.
      Cumprimentos

      Eliminar