Algumas reflexões sobre o Natal...

Nesta altura do ano há sempre um reforço dos ideais da Família e isso é algo que tem obrigatoriamente que ser aproveitado. É por esse motivo que faz sentido parar um pouco e pensar como é que podemos usufruir ainda melhor do Natal e, mais importante, como é que podemos estender essa "onda positiva" para todos os outros dias.
Aqui ficam alguns pontos de reflexão que me parecem importantes.

  1. Explique o verdadeiro sentido do Natal aos seus filhos desde que são pequenos - o Natal não é a festa dos presentes, mas sim a festa da Família!
  2. Tente passar mais tempo em família - não deve ser só no Natal, mas nesta altura acho que faz ainda mais sentido. Isto implica desligar televisões, telemóveis e tablets e sentar-se no chão com os filhos a brincar com as regras deles. É algo que deve ser feito sempre e que é imprescindível para o desenvolvimento e segurança das crianças.
  3. Habitue os seus filhos a dar e partilhar - nesta altura do ano há imensas campanhas de recolhas de bens e é óptimo que eles percebam que é importante dar um pouco do que temos. Faz sentido juntar alguns brinquedos que já não usam e dar a famílias carenciadas, para ajudar outras crianças a ter um Natal mais feliz. Um aspecto muito importante é que brinquedos que não funcionam ou estão estragados não devem ser oferecidos. Isto é uma mensagem muito pedagógica que tem que ser passada, pois só se deve oferecer o que está em bom estado!
  4. Não exagere no número de presentes dados às crianças - é preciso que elas percebam que não se pode ter tudo o que se deseja, pelo que convém limitar o número de presentes a oferecer. Acho que se deve ir de encontro às suas vontades, sempre que possível, mas tentar dosear o entusiasmo e colocar alguns limites "razoáveis". Apesar do Natal ser um dia especial, convém que espelhe também um pouco da realidade que se vive durante o ano.
  5. Se os filhos forem grandinhos, pode arranjar forma de lhes oferecer algum dinheiro (pouco) como recompensa de algo que eles tenham feito bem e ir com eles comprar alguma coisa para eles com o seu próprio dinheiro. Assim eles vão perceber que é caro comprar brinquedos e vão conseguir interiorizar a mensagem de que é preciso gerir os seus pedidos.
  6. Ofereça presentes para usufruir em família - é fundamental que os presentes não sirvam para alimentar o isolamento das crianças, mas sim para criar momentos de diversão em família, que tenham como objectivo partilhar interesses, sorrisos e afectos.

Muito mais haveria a acrescentar, mas estas são algumas ideias que me parecem importantes...
Feliz Natal!

Comentários