Com que idade é que devo levar a minha filha a uma consulta de planeamento familiar/ginecologia?

Depende...
Em princípio, se uma criança não tiver queixas não precisa de ir a um ginecologista, mas na adolescência pode já não ser bem assim. De um modo geral, a primeira ida ao ginecologista (ou médico de família, nas consultas de planeamento familiar) deveria ser antes da adolescente iniciar a vida sexual, o que levanta aqui alguns problemas práticos, nomeadamente a questão da partilha dessa informação com os pais, ao solicitar a consulta.
Para evitar esses constrangimentos, eu diria que os pais devem estar atentos e, quando começarem a perceber que a filha está a pensar iniciar a sua vida sexual, devem convencê-la a ir a um ginecologista sob o pretexto de saber se está tudo bem. Claro que essa consulta deve obrigatoriamente ter um momento a sós com o médico para abordar alguns assuntos pessoais e, desse modo, poder preparar uma vida sexual saudável, sem receios e devidamente protegida.
Se a criança/adolescente tiver alguma queixa do foro ginecológico, deve antecipar essa visita para tentar resolver o problema existente.

Comentários