O que é uma otite serosa?

O ouvido médio é uma cavidade que se situa por trás do tímpano (membrana fina que existe dentro do canal auditivo e das orelhas) e que, em condições normais, está preenchida por ar. No entanto, há situações que fazem com que se acumule líquido nessa cavidade e, se o organismo não for capaz de o eliminar, vai acabar por preenchê-la completamente.
Quando isso acontece diz-se que estamos perante uma otite serosa, que nada tem a ver com a acumulação de cera, mas sim com a acumulação de líquido dentro do ouvido médio.
Como é uma situação que evolui lentamente não provoca nenhum tipo de sintoma (dor de ouvidos, dor de cabeça ou febre, por exemplo) e pode mesmo passar despercebida à criança e aos pais. A única consequência que pode ter é a diminuição da audição, o que pode ter repercussão a nível do desenvolvimento da linguagem.
O diagnóstico é feito pela observação médica e, também, pelo recurso a um timpanograma. Este exame permite ver se o tímpano se mexe ou não quando estimulado, pois quando isso não acontece significa, geralmente, que existe líquido no ouvido médio. Muitas vezes faz-se também um audiograma, que permite avaliar a audição da criança e, desse modo, perceber se esse líquido traz complicações ou não para ela.
O tratamento passa por tentar ajudar na drenagem do ouvido, abrindo uns canais que existem naturalmente (trompas de Eustáquio) e que unem o ouvido médio ao nariz. Estes permitem a limpeza natural dessa cavidade, ajudando a eliminar qualquer líquido que se vá depositando. Os medicamentos que podem ajudar são de dois grandes tipos: anti-histamínicos e sprays de corticóide (derivados da cortisona), mas ambos devem sempre ser administrados sob prescrição médica. Por vezes a medicação não resolve o quadro e torna-se necessário o recurso a uma cirurgia em que se colocam uns "tubinhos" nos ouvidos para ajudar a drenar o líquido, mas essa será sempre uma decisão a tomar caso a caso por um otorrinolaringologista.

Comentários

  1. Boa tarde doutor,
    Há dias disseram-me que não devia deixar o meu bebé de 10meses beber água no biberão deitado pois pode provocar otites...é verdade?
    Obrigada,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde,

      Não há problema, pode dar no biberao.
      Cumprimentos

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  2. Olá Dr.,
    É desaconselhável a natação/piscina a uma criança (2 anos e meio) com otite serosa num dos ouvidos? Está agora a fazer tratamento, prescrito pelo Otorrino, com Singulair e Nasomet durante 1mês. No final de Set,passará a ter aulas natação no Colégio,mas nao sei se pode frequentar:( não costuma ter outro tipo de otites ou problemas graves respiratorios;suspeita de hipertrofia dos adenoides.
    Obg pela sua opinião

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde,

      A natação pode dificultar a resolução do quadro, mas não acho que seja propriamente contraindicado.
      Cumprimentos

      Eliminar
  3. meu filho faz natação e de repente apresentou uma quadro de diminuiçao da audição pode ser otite serosa?

    ResponderEliminar
  4. boa tarde , estou com a orelha tapada e acumulo de liquido . esse liquido tem como ser absorvido ? obrigado

    ResponderEliminar
  5. boa tarde , estou com a orelha tapada e acumulo de liquido . esse liquido tem como ser absorvido ? obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde,

      Há uns sprays que servem para ajudar nesses casos, embora a eficácia seja variável.
      Cumprimentos

      Eliminar
    2. Obrigado, fui ao Otorrino me passou o Avamys .

      Eliminar
  6. Dr,

    Após uma sinusite, tive infecção no ouvido esquerdo. Tomei 2 tipos de antibióticos (amoxcilina e levo). Mesmo retornando no plantão, me falaram que agora tinha que ter paciência. Bom, acabou o problema da sinusite e da otite, mas sinto uma pressão no ouvido que parece me deixar "atordoada", ou com sensação de pressão na cabeça (como se tivesse fechando). A pressão é lá dentro, acredito que seja no ouvido interno.

    Pior que me passaram tantos remédios (entre anti-inflamatório, antibióticos, analgésicos e corticóides) que me senti intoxicada. Tive falta de ar com antibiótico, corticóide agrediu esofago..foi assustador.

    OBS: Durante a infecção, meu ouvido começou vazar. Estava tampado, e abriu a audição por uns 3 dias com vazamento de pus, sangue..e depois só uma agua amarela no final. Parou de drenar em 5 dias, mas o ouvido ficou meio que tapado. Voltei em 2 médicos e eles olharam e disseram que meu tímpano estava brilhando, intacto, sem qualquer sinal de perfuração. De onde drenou então?

    Agora só ficou essa sensação de peso, pressão..e o outro ouvido que estava bom automaticamente começou ter essa pressão (tipo o ar não sai)..e apenas escuto estalos no ouvido.

    Isso demora muito pra passar? Cheguei usar corticoide oral por uns dias, mas agravou meu quadro de esofagite e me deixou muito agitada também. Mas não sei se spray faria o mesmo efeito, já usei no passado e não tive reações como o corticóide oral.. tudo que eu temo é ter que tomar (oral) mais remédios ainda depois do tanto que me receitaram nas 8 idas ao PS..hora era pela infecção, e hora era para efeitos colaterais fortes das medicações.

    Estive usando histamin uns dias, mas não sei se serve pra esse tipo de situação.

    Eu só queria me ver livre dessa pressão..é tão estranho..queria recuperar meu ouvido de novo.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário