Alguns conselhos para quando se separar dos seus filhos...

1 – Evite despedidas muito prolongadas – Não acho que se deva deixar os filhos a chorar, mas despedidas muito prolongadas criam confusão e insegurança às crianças, porque percebem que os pais também não estão seguros em deixá-los ficar. Por outro lado, pode passar a mensagem de que a separação é muito longa e criar receios à criança

2 – Avise com antecedência, mas com bom senso – As crianças gostam de previsibilidade, pelo que deve avisar o que se vai fazer. De qualquer forma, esse aviso não deve servir para criar angústias, é apenas uma informação e preparação, que não precisa de ser feita com muita ansiedade. A opção de não avisar previamente pode minimizar a duração da “angústia”, mas serve apenas para criar desconfiança e não me parece boa opção

3 – Mantenha algum contacto com a criança, mas sem ser exagerado – Os telefonemas (com ou sem vídeo) são uma boa forma dos pais se manterem perto, mesmo estando à distância. De qualquer forma, não devem ser um “massacre” e devem apenas ser usados pontualmente. Por outro lado, é importante perceber que muitas vezes as crianças não acham muita "piada" a falar ao telefone, principalmente se estiverem entretidas a fazer alguma coisa de que gostem. É preciso respeitar isso, porque força-las a falar não traz vantagens nenhumas e pode até criar situações de conflito

4 – Estar disponível para “voltar atrás” se as coisas não correrem bem – Não acho que se deva ceder à primeira adversidade, mas se a experiência não estiver a ser positiva, deve haver um plano B (principalmente nas primeiras vezes) para não transformar a situação numa experiência traumatizante ou dramática

Comentários

  1. Bom dia, a minha filha tem 32 meses, foi agora pela primeira vez para a escolinha depois de 2 semanas a ir alguas vezes para se habituar, chorou das primeiras vezes, agora já fica sem chorar mas diz sempre que não quer ir para o infantário. O grave problema agora é que nós temos de trabalhar e ela tem de ficar 5 dias e quase 10h mas não come, as professoras dizem que bebe mas fica lá todas essas horas sem comer nada. Eu tenho receio de que me arranje um sarilho. Ao chegar a casa come sopa e ainda a refeição e sempre comeu bem. É que tantas horas sem comer faz-me imensa confusão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde,

      Realmente são muitas horas. De qualquer forma, pode ser só uma questão de habituação, porque se ela ficar com fome vai acabar por comer. Tem que pedir a educadora para ir trabalhando isso com ela...
      Cumprimentos

      Eliminar

Enviar um comentário