Translate

Etiquetas

quinta-feira, 4 de maio de 2017

A educadora do meu filho acha que ele tem capacidades acima da média - o que devo fazer?

Em princípio não deve fazer nada...
É verdade que as crianças não têm todas as mesmas capacidades, mas isso não significa obrigatoriamente um problema. O mais importante é perceber se a criança é "funcional", ou seja, se está bem adaptada aos contextos onde se insere. Se estiver bem em casa, na escola e nas actividades que frequenta, não faz sentido estar a fazer nenhum tipo de avaliação ou orientação diferente. Claro que essas crianças são mais "exigentes" e vão colocar alguns desafios à educadora, mas se o seu empenho e comportamento for adequado, bem como a sua interacção com as outras crianças, significa que não é um problema. E se não é um problema, não é preciso fazer nada.
No entanto, se a criança estiver mal adaptada, seja em termos de motivação ou então da relação com os outros meninos, pode fazer algum sentido fazer uma avaliação cognitiva (geralmente realizada por um psicólogo). Nela vai-se perceber quais as áreas mais "fortes" da criança, o que pode ajudar a delinear estratégias que aumentem a sua motivação e pode também ser importante trabalhar com ela algumas questões da interacção social. No entanto, volto a reforçar a ideia de que isso é algo que se justifica apenas numa minoria de casos, quando a criança não é "funcional".
Nos outros deve-se apenas deixar a criança ser feliz, é o seu principal Direito e o nosso principal Dever enquanto cuidadores...

Sem comentários:

Enviar um comentário